Share |

Câmara Municipal da Feira tem que explicar para onde foi o dinheiro

Câmara Municipal da Feira tem que explicar para onde foi o dinheiro

Na última sessão da Assembleia Municipal de Santa Maria da Feira, o presidente da Câmara, Alfredo Henriques, admitiu que a dívida do município se situa por volta dos 70 milhões de euros.

Estes números merecem, em primeiro lugar, preocupação para com a situação financeira em que o PSD colocou a Câmara; em segundo lugar, que se faça a pergunta óbvia:Para onde foi esse dinheiro?

Essa é uma pergunta fundamental a que a Câmara Municipal tem que responder: Onde gastaram o dinheiro dos feirenses? Como foi possível criar um buraco financeiro desta dimensão e mesmo assim manter o concelho à espera de desenvolvimento?

É que todos os feirenses sabem de uma coisa: o concelho está parado e não tem conhecido investimento. As estradas estão totalmente esburacadas, a maior parte do concelho continua sem saber o que são passeios, ordenamento urbanístico ou espaços de fruição pública e de lazer… Para onde foi, por isso, o nosso dinheiro?

Como é que é possível que a Câmara Municipal tenha criado uma dívida tão grande e não se perceba como é que esse dinheiro foi investido?

Se o dinheiro não fosse de todos nós, isso era lá com o PSD, mas como o dinheiro é de todos e somos todos nós que estamos e vamos continuar a pagar esses 60 a 70 milhões de euros de dívidas, o Bloco de Esquerda exige que a Câmara Municipal venha a publico justificar-se às e aos feirenses.

O PSD apresentará como candidato à presidência da Câmara Municipal Emídio Sousa, Vice-Presidente do Executivo, responsável por uma dívida colossal de 60 a 70 milhões de euros. Quem fez\faz parte do problema não pode fazer parte da solução, só piorará a situação."