Share |

Hospital S. Sebastião, recusa realizar exames aos doentes por serem muito caros

Hospital S. Sebastião, recusa realizar exames aos doentes por serem muito caros

O inacreditável está acontecer no hospital S. Sebastião em Santa Maria da Feira. Este hospital está a recusar realização de determinados exames, alegando que são dispendiosos, colocando assim em causa a qualidade dos diagnósticos e em risco a saúde dos utentes.

Ainda na passada quinta-feira esta unidade hospitalar negou a realização de um exame a um utente alegando que seria demasiado caro.

O utente em causa é doente hepático e deu entrada nas urgências do hospital S. Sebastião com abdómen inchado, má disposição e dificuldade em comer. Depois de uma ecografia, foi detetado o que parecia ser uma redução de fluxo sanguíneo na veia porta hepática, situação que poderia indiciar algo grave, mas que precisava de confirmação, uma vez que a ecografia não poderia ser conclusiva.

No entanto, o hospital S. Sebastião recusou fazer uma angioTAC, exame que permitiria despiste e disgnóstico sobre o detetado em ecografia, por alegadamente ser um exame caro. Decidiu-se, por isso, a dar alta ao paciente, que saiu com diagnóstico inconclusivo e apresentando os mesmos sintomas que tinha quando entrou nas urgências várias horas antes.

O Bloco de esquerda obteve a informação que este não foi um caso isolado, tendo vários utentes indicado que este hospital se recusa a fazer determinados exames, alegando que são dispendiosos. Esta prática coloca assim em causa a possibilidade ter obter um diagnóstico conclusivo e a qualidade dos atos médicos.

O BE exige a intervenção imediata do Ministro da Saúde e quer explicações urgentes sobre esta prática absolutamente inconcebível por parte deste hospital. O deputado Pedro Filipe Soares avançou hoje com um conjunto de perguntas urgentes ao Ministério da Saúde, pois está em casa a qualidade dos servições prestados e a saúde dos utentes. Ler aqui as perguntas