Share |

Falhas na Plataforma edufeira.cm-feira.pt com

Falhas na Plataforma edufeira.cm-feira.pt com

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira lançou, no final do ano de 2017, a plataforma edufeira.cm-feira.pt. Esta plataforma surge através da Editora Lusoinfo Multimédia, financiada pelo Programa Norte 2020, Portugal 2020 e Fundo Social Europeu.

De salientar que paralelamente ao desenvolvimento desta plataforma foram também adquiridos computadores/tablets à empresa JP Sá Couto, através do mesmo tipo de financiamento.

Nas escolas do 1º ciclo foram entregues 26 tablets, isto é, 26 tablets por escola, para que estes fossem usados pelos alunos em determinadas atividades, nomeadamente na utilização da referida plataforma, que terá como objetivos principais proporcionar um ambiente de aprendizagem tecnologicamente rico e apelativo, facilitar a aprendizagem, promover o trabalho colaborativo e a partilha de ideias entre todas as escolas do município.

No fundo, esta plataforma funciona como uma “rede social” inter-escolas com um interface em tudo semelhante às redes sociais mais conhecidas com mural, publicações, gostos, etc, e algumas atividades pedagógicas de conteúdo curricular e local.

No entanto, a maioria das escolas do 1º ciclo não possuem uma infraestrutura de rede de Internet com capacidade de suportar o acesso, em simultâneo, de todos os tablets, anulando deste modo todo e qualquer  objetivo do recurso aqui apresentado.

Lamenta-se que, embora exista um interesse inicial, idealmente e teoricamente promotor de uma educação tecnológica e de qualidade, na prática não tenham sido acauteladas as condições necessárias para que se implemente o projeto de uma forma eficaz e bem-sucedida.

Pelo contrário, acontece que a aplicação se torna um problema uma vez que a comunidade escolar, por um lado, é incentivada a usar a plataforma, de modo a que o investimento seja justificado, e, por outro lado, as condições necessárias não sejam disponibilizadas para que se concretize esse uso.

Se salientar que, sendo um programa financiado com fundos comunitários, deveriam ser garantidas todas as condições para a implementação deste mesmo programa.

Os deputados municipais do BE, querem explicações urgentes por parte da autarquia, por isso questionaram o Presidente da Câmara através de um requerimento(ler aqui)

AnexoTamanho
req.16_-_edufeira.pdf285.06 KB